20 de set de 2018

Amor romântico, ainda existe?

(Imagem: Pinterest)



Acordei mas não quis levantar. Era algum feriado, ou domingo, não me lembro direito. Fiquei sentada escutando os vendedores ambulantes passarem pela minha rua. Tinha pamonha, tinha sorvete, água de lavadeira, ovos e maçã do amor. 

Falando em amor, eu acho que gostaria de ter um.

As roupas penduradas na cadeira, uma vela acesa e um mural de fotos para me lembrar sempre que eu não estou sozinha nessa vida. Eu amo, todo mundo que me faz bem. Mas não tem aquele sentimento de amor romântico, sabe? Não tem aquela coisa de ficar horas esperando uma mensagem, de dar boa noite quando for dormir e aquela ansiedade para ver o outro.

Estou me sentindo meio vazia.

As coisas não acontecem como numa comédia romântica de cinema, ou até acontece mas essa demora é que me mata todos os dias.

Não estou sozinha, não mesmo. Tenho milhares de amigos e família que preenchem o lado esquerdo do peito, tanto que o coração fica aquecidinho até nos dias mais gelados do inverno.

A gente tá falando de outro tipo de amor.

Acho que esse amor eu nunca tive, se parar para pensar bem.

Eca, o que era para ser um texto bem de amor tá ficando algo bem carente por aqui.

Levantei e tomei café, sinal de amor.

Enquanto o amor romântico não vem a gente curte os outros, sem medo de ser feliz. 

E quer saber? Tem amor de sobra nesse mundão afora. 

Vamos ver o copo meio cheio, combinado?

Combinado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários