22 de jan de 2019

Olfato

I first stumbled across the paintings of Elizabeth Mayville over five years ago and promptly shared them on Matchbook's blog. The Michigan-based painter's popularity has exploded in the years since...
(Imagem: Pinterest)


Eu já tinha te esquecido, juro. Já estava saindo com outras pessoas, estava muito feliz. Parece que eu tinha te enfiado num buraco muito grande dentro do meu peito e colocado uma pedra em cima. Pronto, fica aí e me deixa viver a minha vida. Meus amigos me disseram que eu estava tão mais feliz, mais alegre e comunicativa. Sim, eu estou mesmo.

Quer dizer, eu estava.

Sexta feira, dia de happy hour na empresa. Como já era de costume, eu sempre me vestia arrumada. Mesmo que fosse para trabalhar, mesmo que eu não fosse ver ninguém de diferente, eram sempre as mesmas pessoas. Era sempre eu mesma, todos os dias, com um batom diferente.

Entrei no metrô e não tinha lugar para sentar, típico horário de pico por aqui. Fiquei em pé mesmo, lendo meu livro e escutando música. Próxima estação ele para. Pessoas descem, pessoas sobem e uma pessoa tem o mesmo perfume que você.

Meu olhos ficaram marejados, minha leitura parou numa frase e eu não conseguia tirar os olhos do livro para olhar para os lados e ver quem seria a pessoa, sem noção, que usaria o mesmo perfume que você. Logo me veio uma imagem: deve ser ele. Ao mesmo tempo pensei: para de ser louca, é só alguém com o mesmo perfume.

Uma estação passou, duas, três... nada do cheiro sair dali.

Na verdade eu não sei se eu realmente queria que ele saísse. Porque a lembrança do seu cheiro é uma coisa que me trás muita paz. É, realmente eu não sei explicar. Próxima estação é a minha. Sequei os olhos e repeti pra mim mesma: é só um cara qualquer.

O mais engraçado disso tudo, se é que tem algo engraçado nessa história, é que logo em seguida, subindo as escadas, eu te esqueci de novo. Talvez eu precisasse sentir seu cheiro para chorar e esquecer. Cara, deu certo!

Outras pessoas ainda insistem em usar o seu perfume e, tudo que eu penso é "que cheiro horrível".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários